SISTEMA DE HIDRANTES – COMO FUNCIONA?

SISTEMA DE HIDRANTES – COMO FUNCIONA?

O Sistema de Hidrantes é responsável pela proteção no combate a incêndio de edificações, destinado a distribuir pontos de água com pressão e vazão pré-determinada, para combater princípios de combate a incêndio. Ele é composto por um reservatório de água, bombas de incêndio, tubulações, peças hidráulicas, registro de manobra, abrigo de mangueiras e registro de recalque.

O Sistema de Hidrante é um tipo de sistema hidráulico, acionado de forma manual, por isso, pode ser manuseado pelos ocupantes do prédio, desde que eles tenham conhecimento básico de como utilizar o equipamento, para garantir a extinção dos primeiros sinais de incêndio.

O Sistema de Hidrantes é utilizado por meio do jato de água liberado sobre o foco do incêndio. A capacidade do jato é compatível ao risco do local, e visa acabar com o fogo no estágio inicial, o objetivo desse sistema é controlar o fogo até a chegada da equipe do Corpo de Bombeiros.

A caixa de hidrante deve ser pintada na cor vermelha para facilitar a localização do equipamento dentro do edifício. Esse tipo de sistema é bastante comum e é encontrado na grande maioria das edificações.

Para definir qual o tipo de Sistema de Hidrantes que se enquadra na sua edificação, primeiramente é necessário elaborar o projeto de Combate a Incêndio de acordo com as normas exigidas pelo Corpo de bombeiros, o sistema pode variar de acordo com a ocupação, uso da edificação, carga de incêndio e área construída.

Lembre-se é importante que os hidrantes estejam sempre em ótimas condições, para serem utilizados pelos Bombeiros, em casos de emergências.

TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCÊNDIO

TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCÊNDIO

Você sabe o que é Brigada de Incêndio?

Brigada de Incêndio é um grupo de pessoas treinadas com o objetivo de atuar na prevenção e combate ao princípio de incêndio, bem como auxiliar a população no abandono de área, prestar os primeiros socorros visando a proteção da vida e o patrimônio, reduzir os danos ao meio ambiente, até a chegada do socorro especializado, momento e que poderá atuar no apoio.

No Estado de São Paulo, o treinamento tem como base as especificações da Instrução Técnica 17/2018 –   Brigada de incêndio, que por sua vez determina a carga horária (nível de treinamento), onde é exigido 4h de treinamento para edificações de risco leve (nível básico), 8h para risco médio (nível intermediário) e 24h para edificações de risco alto (nível avançado).

Quanto à quantidade de brigadistas: também é determinada através da IT 17, onde seu dimensionamento é definido com base na quantidade da população fixa por pavimento.

O conteúdo programático é divido em teórico e prático de combate a incêndio e primeiros socorros.

Na parte teórica você conhece os objetivos gerais do treinamento e como se comportar perante ao incêndio, bem como as responsabilidades de um brigadista. Aprende a teoria do fogo, como ele se propaga, quais as classes de incêndio existentes, técnicas de prevenção, métodos de extinção, quais os agentes extintores assim como sua característica e aplicações, conhecendo assim os equipamentos de segurança contra incêndio, como ele funciona e como deve ser aplicado para cada tipo de incêndio. Como reagir nos primeiros instantes ao identificar o foco de incêndio, abandono de área, técnicas de primeiros socorros, entre outras questões que são essenciais para um bom desempenho em caso de sinistro.

Na parte prática, além de aprender a manusear os equipamentos de segurança contra incêndio, você coloca em atividade todo o ensinamento teórico, onde é feito simulações de maneira a capacitar o brigadista.

Todo treinamento deve ser aplicado por um profissional habilitado.

Quando devo renovar a brigada de incêndio?

O item 5.4.3.2 da Instrução Técnica 17/2018 determina que a cada 12 meses seja feita a reciclagem para os brigadistas já formados.

Para maiores informações, dúvidas e orçamentos entre em contato conosco através do e-mail: contato@avcb-eng.com.br